fbpx
Resultados da sua pesquisa

5 sinais de que está na hora de modernizar o elevador

Postado por aciradm em junho 1, 2018
| Blog
| 0

Elevadores representam muito mais do que apenas conforto nos condomínios. São itens indispensáveis para garantir a acessibilidade dos usuários. No entanto, como qualquer outro equipamento, eles têm vida útil determinada pelo desgaste mecânico do uso. E mesmo passando por manutenção periódica, depois de um tempo qualquer elevador precisa de uma modernização estrutural para a troca de seus componentes. Desta forma, o equipamento funcionará de maneira mais eficiente, inclusive.

Especialistas indicam que um mesmo aparelho pode ser usado por cerca de 15 a 20 anos, sempre passando por manutenção e vistorias – no Brasil é determinado por lei que todo condomínio precisa ter uma empresa de manutenção. Depois desse tempo, é indicado que os condomínios comecem a pensar em modernização, e há três tipos delas: a modernização parcial técnica (que não faz modificação na cabine), a modernização total (troca de todo equipamento) e a parcial estética (que altera apenas o design e não faz muito sentido aqui).

Vale lembrar que modernização e melhoria estéticas são diferentes. Esta última se refere apenas a alterações na cabine – troca do piso, espelho e novo revestimento. A modernização necessária depois de um longo tempo de uso refere-se à troca de diversas peças para melhoria do serviço e mais segurança.
Alguns sinais podem mostrar que já é hora de mudança. Veja 5 sinais de que está na hora de modernizar o elevador

 

Defeitos e problemas frequentes

O primeiro sinal a ser observado é a necessidade constante de manutenção. Isso pode representar que há desgastes de componentes, corrosão e deterioração mecânica. E por isso alguns problemas se tornam comuns:
– falhas e interrupções constantes no serviço
– equipamento que não atende alguns andares
– passageiros presos nas cabines com certa frequência
– desnível entre o andar e cabine
– barulhos altos e solavancos

 

Gastos altos com manutenção

Defeitos frequentes geram mais gastos com manutenção, e este é mais um sinal de que o equipamento precisa de mudanças. O condomínio precisa ver se está solicitando mais do que o normal a presença da empresa que cuida dos elevadores, para troca de peças e reparos.
Faça a conta: quanto você está gastando com manutenção e pesquise quanto é possível economizar nisso com um equipamento novo.

 

Alto consumo de energia

O gasto de energia elétrica dos elevadores pode ser um ótimo indicador de que é hora de fazer a troca. Só para se ter uma ideia, equipamentos modernos garantem uma economia de energia de até 40%.
A modernização, neste caso, pode ser encarada não só como um benefício para todos os condôminos, mas também como um investimento, já que com a economia muitas vezes é possível pagar a troca dos elevadores em cerca de dois anos.

 

Demora nas viagens

Os modelos antigos de elevadores têm um funcionamento mais lento e com o tempo de uso isso pode piorar ainda mais. O funcionamento inadequado e a demora na execução dos trajetos atrapalham muito todo o condomínio, principalmente em prédios comerciais.
Equipamentos modernos oferecem viagens mais rápidas e repostas mais prontas – quando acionado, abrir e fechar das portas, etc –, porém com movimentos ainda mais suaves – sem aceleração ou paradas bruscas.

 

Falta de segurança

Portas que fecham em cima dos usuários, ou que os prendem dentro, cabines que não param niveladas aos andarem, ou que sejam muito pequenas e sem ventilação, alarmes e comunicação precárias… Tudo isso pode por em risco as pessoas que utilizam os elevadores e até causar graves acidentes.
Além disso, há sempre uma nova norma de segurança a qual equipamentos antigos não conseguem mais se adequar. Apesar de último, este talvez seja o sinal mais importante de que é hora de modernizar.