fbpx
Resultados da sua pesquisa

Como melhorar a segurança no condomínio?

Postado por aciradm em maio 2, 2018
| Blog
| 0

Hoje é improvável estar longe da violência. Ela está presente na realidade dos grandes centros e, também, nas pequenas cidades. Mas ainda é possível adotar medidas para afastá-la do seu imóvel. Condomínios, sejam eles compostos por apartamentos, casas ou salas comerciais, passam a ideia de serem ambientes mais seguros, geralmente por serem cercados e terem acesso controlado. No entanto, é preciso entender como é feito esse controle de entrada e saída. E ainda investir em maneiras de aumentar a segurança, para realmente conseguir um espaço protegido.

O síndico e a administradora são peças importantes na manutenção da segurança do condomínio. Os porteiros também têm papel fundamental,  por este motivo eles devem estar devidamente orientados e dominar os procedimentos de segurança. Por isso, é preciso que haja investimento, que sejam criadas regras e que alguns cuidados sejam mantidos por todos os condôminos e os outros funcionários.

A tecnologia deve sim ser usada a favor do condomínio, e as manutenções preventivas são ideais para entender como está a situação de todo o local. Além disso, veja algumas dicas simples que podem ser cruciais para a segurança do condomínio:

 

Regras

As regras nos aspectos de segurança devem ser claramente estabelecidas (com a participação de todos) e repetidamente lembradas aos condôminos e funcionários. Entre elas é possível estabelecer o acesso de entregadores, os horários em que as portas devem ser fechadas (caso não haja porteiro), etc.
Essas regras podem ser passadas por escrito e até fixadas à vista de todos que vivem e trabalham ali.

 

Controle de entrada de visitantes 

Primeiramente, os portões de acesso devem permanecer sempre fechados. O morador deve sempre ser avisado da visita e a autorização deve ser feita antes de liberar o acesso da pessoa. Isso serve também para entregadores e prestadores de serviço. Uma ideia é manter um cadastro com uma lista de pessoas autorizadas a entrar no condomínio sem que precisem ser anunciadas ao morador. Este cadastro deve ser mantido sempre atualizado.

 

Cadastro dos moradores 

É importante também ter um cadastro dos próprios moradores. Tenha uma lista com os nomes, dados pessoais, a placa do veículo e até um telefone para contato. Essas informações podem ficar com o síndico e com o porteiro.

 

Tecnologia a serviço da segurança 

Câmeras nos acessos, elevadores e áreas comuns contribuem muito para a segurança patrimonial e contra invasões. Alarme, cerca elétrica, portões eletrônicos, interfones e comunicadores também facilitam a segurança do condomínio. No entanto, é fundamental o uso correto desses equipamentos. Tão essencial quanto ter funcionários treinados e vigilantes.

 

Procedimentos de emergência 

O ideal é ter sempre telefones úteis por perto para servirem em caso de pânico ou emergência. Esses contatos podem ser distribuídos entre os moradores e para os porteiros também.
Condôminos também podem criar uma senha para situações de risco. Por exemplo, em caso de ser rendido em seu veículo por um criminoso, o morador pode fazer uso da senha para alertar ao porteiro sobre a situação.