Resultados da sua pesquisa

Síndico x moradores: como manter um bom relacionamento?

Postado por Acir Administradora em janeiro 23, 2019
| Blog
| 0

Qualquer relação interpessoal tem suas dificuldades. Entre condôminos e o síndico não é diferente. No entanto, figurando como representante legal do condomínio, o síndico pode encontrar meios de se aproximar dos moradores e melhorar o relacionamento no ambiente. Mas não é uma iniciativa unilateral: é muito importante a colaboração de todos para o bom funcionamento do condomínio.

A proximidade entre as residências e o impacto que a vida de um morador pode ter sobre o dia a dia dos vizinhos podem ser considerados alguns dos principais fatores de origem dos conflitos em condomínios. Adicione a essa receita a ideia que muitos condôminos têm de que o síndico deve ser responsável pela solução de todos os problemas desta comunidade. O resultado, em alguns casos, pode ser desastroso para o convívio social nestes espaços.

Há maneiras de diminuir as chances de que isso ocorra. Reunimos aqui algumas dicas para ajudar o síndico a buscar melhorias para o relacionamento e estabelecer uma convivência agradável. E o ponto de partida é priorizar o respeito, dar espaço ao diálogo e ter bastante paciência, mesmo diante de novos conflitos.

 

Conheça as regras e o regulamento interno

Cada condomínio tem seu regimento interno – suas regras sobre horário de mudança, normas de utilização dos espaços, regras sobre segurança, etc. Síndicos e moradores devem conhecê-lo bem, pois é muito importante que todos estejam sempre cientes dos seus direitos e deveres.

Ter como base o regimento interno também evita que as discussões sejam de cunho pessoal ou virem desentendimentos. E o síndico deve estar preparado para argumentar sobre até onde pode intervir.

 

Mantenha a transparência e valorize a comunicação

Comunique decisões, mudanças, pendências e até os problemas. Muitos síndicos cometem o erro de não dividir com os moradores a realidade do condomínio.

Uma forma de minar a confiança dos moradores é pegá-los de surpresa com alguma decisão importante, como aumento da taxa condominial sem explicações, taxas extras sem avisos prévios e outras ações impopulares que podem parecer arbitrárias.

Apesar de o síndico – com aval dos conselheiros – ter a autoridade para tomar decisões, desde que dentro das leis e normas internas, não é interessante parecer um ditador.

Para um bom relacionamento, os moradores devem saber o que está acontecendo no lugar onde vivem, se sentirem à vontade para participar e seguros de que estão bem representados.

Mantenha uma boa comunicação com os condôminos. É possível fazer isto através de e-mails, grupos no WhatsApp, correspondência e encontros periódicos. Seja transparente e acessível.

 

Envolva os moradores ao condomínio

Aproximar os moradores da realidade do condomínio faz com que eles entendam melhor o que está acontecendo. É válido encontrar atividades que as pessoas possam realizar juntas para se conhecerem, incentivar os moradores a valorizar o patrimônio e a respeitar as regras do local.

Importante também é estimular a participação dos moradores em reuniões e decisões sobre o condomínio. Mas isso precisa acontecer de forma organizada e amistosa. Quanto mais os moradores se conhecem, a tendência é de que sejam menos intolerantes uns com os outros. E, claro, com o síndico.

É válido até promover festas de confraternização entre moradores, síndicos e funcionários.

 

Estimule o respeito às áreas comuns

É um incômodo para muitos condôminos quando acontece mau uso do salão de festas, ou quando alguém age de forma a atrapalhar a organização da garagem, ou mesmo quando deixam um animal de estimação no elevador social. Um condomínio é uma comunidade, e por isso deve ter suas regras respeitadas.

Diante de casos como esses, o síndico deve fazer trabalhos de conscientização, levantar o problema nas assembleias e, em último caso, até aplicar penalidades previstas para o infrator das normas.