fbpx
Resultados da sua pesquisa

Consultor dá dicas de como reduzir o consumo de energia elétrica em casa

Postado por Alexandre Tavares em julho 19, 2021
| Blog
| 0

Com o aumento dos preços na conta de luz, é fundamental adotar medidas que diminuam o consumo e ajudem o bolso do consumidor.

A conta de luz tem ficado mais pesada no bolso do consumidor. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a tarifa de transmissão de energia elétrica no país para o ciclo 2020/21 será de 26,6%, o que representa um reajuste de 3,9% no preço da tarifa.

No estado do Paraná, a Copel, responsável pela distribuição de energia elétrica a mais de 4,8 milhões de consumidores, entrou com um pedido junto à Aneel para realizar um reajuste de 9,67% a partir de junho de 2021.

Além das tarifas básicas, existe o sistema de bandeiras tarifárias, que “acrescenta” mais encargos de acordo com as condições de geração de eletricidade, ou seja, se há algum problema que afete a produção de energia elétrica ou que aumente o consumo, essas bandeiras são acionadas. Quando a bandeira é verde, não há nenhum acréscimo. Na bandeira amarela, a tarifa sofre acréscimo de R$ 0,01343 para cada quilowatt-hora (kWh) consumido; na bandeira vermelha há dois patamares, no primeiro, o acréscimo é de R$ 0,04169, no segundo, de R$ 0,06243.

Leia na íntegra em: https://www.condominiosverdes.com.br/consultor-da-dicas-de-como-reduzir-o-consumo-de-energia-eletrica-em-casa/

Fonte: Secovi Rio.